Caiu dinheiro na conta? Procon alerta: você pode estar contratando um consignado não solicitado

Data: 11/02/2019

A coordenadora do Procon de Santiago, Lívia Nascimento Martins revelou sobre um problema que está sendo verificado por algumas alguns aposentados e pensionistas, que são o público-alvo dos empréstimos consignados. As financeiras gostam desse tipo de cliente pela facilidade de receber deles, pois as parcelas são descontadas no benefício. Pra eles, ter o empréstimo autorizado é fácil, tão fácil, que às vezes nem precisam pedir. O dinheiro surge na conta. Na verdade, isso se trata de um golpe que está ocorrendo com frequência em todo o país e já há casos em Santiago.

A coordenadora Lívia Nascimento Martins relata que atendeu o caso de um aposentado, em cuja conta foram depositados 2 mil, sem ele solicitar. O valor foi automaticamente descontado pelo banco para quitar compromissos. Por causa disso, a financeira passou a cobrar um total de R$ 3 mil e 400 reais pelo empréstimo.  O Procon acionou a financeira, que não possuía contrato e houve um acordo para o valor ser devolvido sem o pagamento de juros.

Pagou pelo que não devia

Outro caso envolveu uma pensionista que possuía vários contratos de consignados. Por acompanhar atentamente cada extrato, ela identificou a cobrança de outros dois, de baixo valor, não autorizados. Neste caso, a financeira se negou a dar informações e a consumidora acionou a Justiça.

“Os consignados são vistos como um complemento de renda para muitos consumidores. Todavia, podem gerar dor de cabeça para idosos, porque há um crescente número de empréstimos não autorizados por eles, que são uma camada da sociedade vulnerável a fraudes”, pontua. Ela sugere às pessoas para ficarem atentas, sendo melhor não pegar do que ter que pagar, em função dos altos juros. Em práticas assim, o Procon procura fazer a conciliação e proteger o consumidor.

“É preciso alertar para as pessoas verificarem seus extratos mensalmente. E nunca cederem documentos e informações a terceiros, por telefone, sites de internet ou aplicativos. Há casos em que o banco até possui contrato, mas as assinaturas podem ser falsificadas”, alerta a advogada.

O Procon do Município atende no seguinte endereço: Rua Benjamin Constant, n° 155, centro, Santiago-RS, telefone (55) 3251-7924.

Gallery_big_1557a9af3b50632b279014cedb3a86a6
Procon alerta pensionistas e aposentados sobre procedimento de algumas financeiras. E contrair dívidas por causa disso.