Meio Ambiente implantará recebimento de lâmpadas e evitar contaminação de solos e rios

Data: 11/10/2018

Com o intuito de promover a logística reversa, prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos, e evitar a contaminação do meio ambiente, a Secretaria de Meio Ambiente de Santiago reuniu empresas que vendem lâmpadas fluorecentes para criar um sistema de recebimento destes materiais, evitando descartes incorreto e contaminações. 

Conforme a secretária municipal Andriele Martins Perufo, a ideia é de que até o final do ano esteja organizada uma entidade que vai centralizar o recebimento das lâmpadas, operacionalizar e gerenciar os sistemas de logística, a partir do ano que vem. Os empresários do setor entenderam bem a questão e estão colaborativos. 

"Estamos avançando bem para atingir esse objetivo. A função do município é auxiliar as empresas e depois orientar a população com relação a esse problema das lâmpadas", considerou a secretária Andriele. As lâmpadas fluorecentes possuem componentes químicos e tóxicos, como alumínio, cádmio, bário, chumbo, cromo, níquel e mercúrio. Se dispersos na natureza, são contaminadores do solo e da água e altamente prejudiciais aos humanos. A próxima reunião será no dia 6 de novembro, às 19h, no Centro Empresarial.

Gallery_big_f27f2f47db0e2bef539676ce5a3a9e41
Secretaria de Meio Ambiente implantará logística reversa no município.